logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

“Governadora de Santa Catarina evita condenar o nazismo”

.

 

ddsdsds Pela harmonia da família. (Foto Deutsche Welle Brasil)

 

.

Este é o título da notícia divulgada na primeira página do site da Deutsche Welle do Brasil, agência alemã de notícias.

Chamou atenção do DW a dificuldade com que a governadora empossada Daniela Reinehr enfrentou a pergunta do repórter Fabio Bispo, do site Intercept Brasil. Ele queria saber se ela concorda com ideias nazistas e negacionistas do Holocausto defendidas pelo pai.

Professor de história, Altair Reinehr relativizou o nazismo em textos.

“Existe uma relação e uma convicção, que move a mim, que chama família. E me cabe, como filha, manter a relação familiar em harmonia, independente das diferenças de pensamento”, disse a governadora empossada. Ela fala no estilo Rolando Lero. como se quisesse homenagear o personagem criado por Chico Anísio.

Ela podia ter dito claramente: “Eu repudio o nazismo.”

Valia até acrescentar: “E amo meu pai.”

Mas não: o Brasil está de um jeito que até condenar o nazismo e o negacionismo do Holocausto ficou difícil.

.

Posted on 29th outubro 2020 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *