logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Um certo Capitão Tormenta

.

 

jjkjkjkj O Avião Vermelho.

 

 

.

As Aventuras do Avião Vermelho, livro infantil escrito por Érico Veríssimo em 1936, foi provavelmente a primeira coisa que li na vida, incluindo títulos do Diário da Tarde, que ficava na rua Doutor Muricy, ao lado da pastelaria Ton Jon, e legendas da revista argentina Parati.

1936 foi um grande ano. Nasceu Luis Fernando Veríssimo. A irmã mais velha dele, Clarissa, tinha nome do romance de estreia de Érico, um sucesso de sete mil exemplares vendidos!.

Só depois de Olhai os Lírios do Campo (1938) – traduzido em várias línguas – o escritor começa a pesquisar temas históricos e encontra galopando numa coxilha o Capitão Rodrigo Cambará, herói de O Tempo e o Vento.

*

Sabe essas listas de melhores livros que você leu na vida? O Continente, um dos livros da trilogia O Tempo e o Vento, aparece com frequência.

Mas nas listas de melhores livros infantis não encontro O  Avião Vermelho. Miopia dos críticos. Lembram livros de décadas recentes (Menino Maluquinho, Meu Pé de Laranja Lima) e não olham para a primeira metade do século. Se olhassem, além de Erico Veríssimo encontrariam outro gigante, Monteiro Lobato, pai de Emília, Pedrinho, Narizinho, Dona Benta e Tia Nastácia. E a revista Tico-Tico.

*

Desconfio que aprendi a ler com a história do Fernandinho, que perdeu a mãe, sentiu-se abandonado e começou a aprontar.

O pai andava mergulhado no trabalho. Queria superar a perda da mulher. Para se reaproximar do menino, o pai dá-lhe um presente – o livro que conta as aventuras do Capitão Tormenta, piloto do avião vermelho.

Resumo do enredo: Para salvar o capitão, que ficou preso na península de Kamchatka, Fernandinho embarca no avião com seus brinquedos preferidos, o Ursinho e Chocolate. E voam da Lua ao fundo do mar, passando por África, China e Índia até chegar à Rússia. Nesse voar, é como se Fernandinho precisasse resolver seus problemas com o pai para realizar o rito de passagem.

*

Há alguns anos, O Avião Vermelho foi descoberto por Frederico Pinto e José Maia e virou animação com sotaque gaúcho. Ainda vai aparecer gente para transformá-lo em mangá e em vídeogame.

 

Posted on 5th maio 2019 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *