logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Tem gente que não entende porque é preciso acabar com o cachorro de rua. Tudo bem. O cachorro entende

.

 

jkjkjkj Quem ama não alimenta – recolhe. (A foto não é minha. Mas eu assinaria com prazer.)

.

 

Está na Folha, blog Bom Pra Cachorro:

 

“Tutores na cidade de Chiavari, no norte da Itália, agora devem levar uma garrafinha de água sempre que saírem de casa com seus cães. Isso porque medida implantada pela administração municipal obriga o responsável a limpar qualquer resíduo de xixi do animal pelas ruas.”

Outras cidades, na Itália e no resto do mundo, adotam medidas semelhantes para que os donos/tutores assumam a responsabilidade pelos seus cães.

Curitiba não. Curitiba não é a cidade ideal do cachorro. Aboliu a carrocinha que recolhia os cães de rua ao canil municipal. Acabou com o canil municipal. Muito caro. Seu cuidado, cachorro de rua pode transmitir a raiva, porque o vírus foi encontrado em morcegos capturados recentemente.

O cão sem dono anda por ai. Abandonado. Degradado. Em canzoada, que é o coletivo de cães. Não costuma ser vacinado. É odiado pelos ciclistas, porque às vezes resolve correr atrás da bike e morder o tornozelo deles. De vez em quando é morto por algum desconhecido. Outro dia um cão de rua foi incendiado no Pilarzinho. Mundo de bárbaros.

Muito cão sem dono, que nunca viu vacina, instala-se em frente à casa de alguma senhora caridosa, que todo dia coloca resto de comida num prato de alumínio.

Ela diz que ama os animais e alimentá-los é dever humanitário. Está enganada. A senhora só está se livrando das sobras de comida e aplacando a consciência. Humanitário é tornar-se a tutora dele. Recolhê-lo. Instalá-lo na área de serviço ou no quintal. Vaciná-lo. Se possível comprar uma coleira bonita para ele.

Feito o investimento, a senhora vai derreter de felicidade toda vez que ele lhe fizer uma graça.

*

P.S. – Saiu na Gazeta, seção Viver Bem. “Uma mulher de Recife, dona de um pet shop, morreu no início de julho por infecção do vírus da raiva. Ela foi mordida por um gato de rua que havia sido contaminado por um morcego.”  Em Curitiba foram identificados seis casos de morcegos com o vírus da raiva. Morcego que morde gato, morde cachorro, que morde gente.

Posted on 19th fevereiro 2018 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *