logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Pontal do Sul é daqui a cinco horas, vai encarar?

.

 

hkhkhkh Perigo, é a estradinha do Pontal.

 

 

 

 

.

A praia de Pontal do Sul é a mais bonita do Paraná. Alguém discute essa afirmação do guia turístico?

Mas também é a mais complicada, remota, às vezes inacessível.

Dia 29 às 17h12min a estrada de acesso – é mais correto chamá-la de trilha ou carreador – estava travada, como de costume. O trajeto de 20 quilômetros, entre a BR 277 e Praia do Leste, levou três horas. Os 19 quilômetros até Pontal do Sul foram percorridos mais depressa – uma hora e vinte.

Quarenta quilômetros em 4h20.

A concessionária não está nem ai. Cobra 19,50 de pedágio dos carros de passeio e o motorista deve agradecer porque este não é o mais caro do Paraná. Em Jataizinho, no norte do Estado, rodar 100 quilômetros custa 22 reais.

Esses preços são corrigidos para cima de tempos em tempos com a cumplicidade da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar).

A Agepar concorda que você divida a pista única e molhada com motos, caminhões de entrega de cerveja, que vão parando de bar em bar, caminhões-tanque, ônibus, até patrolas.

O trecho Curitiba-Paranaguá da BR-277 foi construido pelo governo do Paraná com ajuda federal. Inaugurado em 1967, foi privatizado em 1997, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

Uma cláusula do contrato de concessão determinava que a concessionária duplicasse o trecho até Praia de Leste. Em 2000, houve um aditivo contratual que não falava mais em duplicação.

Foram vários os aditivos – em nenhum deles o povo saiu ganhando.

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito concluiu que o pedágio devia baixar – mas o pedágio não baixou.

A estrada e suas estradinhas alimentadoras resumem os vícios do capitalismo tardio que se instalou no país depois da Segunda Guerra.

Algum dia os livros de história apontarão a BR-277 como a prova definitiva de que o lucro do grande empresário vem do seu Departamento Jurídico e do Setor de Operações Estruturadas – nunca do Departamento de Engenharia.

***

P.S. – Hoje é sexta-feira, tenho que ir. Boa viagem para todos.

 

 

 

Posted on 4th Janeiro 2018 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *