logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas

Posts categorized Sem categoria

post

A Super-Mulher

A mais rápida do mundo Ye Shiwen melhorou 7 segundos em um ano. Pode?

.

 

Ela é chinesa, tem apenas 16 anos, e nadou 400 metros quatro estilos na Olimpiada de Londres sete segundos mais rápido do que no ano passado

 Ye Shiwen fez os 400m em 4min28.43seg. Em Pequim, 2008, Stephanie Rice marcou 4min29.45.

Nos últimos 100 metros, em nado livre, Ye fez 58.68seg.

Nos últimos 50m foi mais rápida que Ryan Lochte, o vencedor dos 400m quatro estilos masculino.

Pode?

John Lernard, diretor executivo da Associação Mundial de Técnicos de Natação, diz que não.

-Ye parece a Super-Mulher. E toda vez que alguém pareceu a Super-Mulher, na natação mundial, descobriram mais tarde que havia doping na história.

Posted on 30th julho 2012 in Sem categoria  •  No comments yet
post

Crise na Rua Principal

 

Comércio de rua sofre mais Comércio de rua é o que sofre mais

 

O Barack Obama tem talento para a síntese. Outro dia, falando mal dos adversários republicanos disse que eles “cuidaram muito bem de Wall Street e esqueceram a Main Street”.

Main Street é como os americanos designam o comércio da rua principal e, por extensão, as pequenas e médias empresas.

Aqui em Curitiba, a Main Street vai mal, dizem os números e também meus amigos lojistas.

As vendas no varejo continuam caindo nas lojas da Rua 15, da Marechal, da Pedro Ivo.

Mas os shoppings estão bombando.

O último relatório da BR Malls, dona dos shoppings Curitiba, Chrystal e Estação, afirma que as vendas cresceram 7% no trimestre e os lojistas estão conseguindo pagar 8,1% a mais de aluguel.

É o Oasis.

Posted on 30th julho 2012 in Sem categoria  •  No comments yet
post

Frio no Sul

 

 

Dia de vender guarda-chuva Dia de vender guarda-chuvas

Curitiba, 8 graus, 99% de umidade ambiente, camelôs ricos de tanto guarda-chuva vendido na porta do Shopping Mueller.

Turistas embarcam no ônibus verde para conhecer a cidade.

Por que aquele ar feliz? Porque, segundo Fernando Pessoa Ferreira, “a maior atração de Curitiba é o inverno, que começa em fevereiro e termina em dezembro. Nos outros meses chove.”

O frio, a chuva e a umidade de Curitiba são poderosos incentivos para o turismo interno. Num pais de gente pobre, proporcionam a muitos a oportunidade de conhecer o desconforto europeu sem precisar passaporte, visa e passagem aérea.

Posted on 11th julho 2012 in Sem categoria  •  No comments yet