logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Por que Greca faz tanto asfalto em Curitiba? (E outras dúvidas de Fernando Francischini)

.

ghhhh A temperatura eleitoral subiu.

 

 

.

A campanha para a prefeitura de Curitiba seguia morna e sem graça até que o marqueteiro de Francischini entrou na sala e falou:

-Você tem que descolar do cara!

Fez uma pausa dramática antes de arrematar:

-Ou passa vexame.

De vexame o candidato entende. Estava a bordo do caveirão da PM na famigerada Batalha do Centro Cívico.

Seguindo os conselhos do marqueteiro, Francischini primeiro tratou de se distanciar de Bolsonaro.

Espalhou entre repórteres políticos que as relações entre eles tinham azedado. Terminou o amor, terminou o casamento. Em linguagem bolsonarista: não compartilham mais o leito radical de direita.

Ai entrou na segunda parte do conselho:

-Tem que atacar!

No dia seguinte, ele foi no Ministério Público Federal e protocolou denuncia contra o prefeito Greca. O prefeito supostamente estaria favorecendo tios e tias com desapropriações. No dia seguinte outra denuncia. A família Greca seria a grande beneficiária do asfaltamento. Dona da Pedreira Santa Emilia, venderia asfalto para as empreiteiras que executam o asfaltamento.

Promete uma denúncia por dia.

Segundo a ultima pesquisa do Ibope, Rafael tem 46% de intenção de voto para prefeito e Francischini apenas 8%.

A propaganda eleitoral gratuita na TV termina dia 12.

O marqueteiro deu um conselho bom (xô, Bolsonaro!) e um conselho inútil (vai com tudo pra cima do Rafael!).

Errou o timing. Em cima do laço nem Jesus Cristo vira uma eleição dessas.

 

 

 

 

 

Posted on 7th novembro 2020 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *