logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Se continuar assim, podem morrer mais 100 mil brasileiros até agosto, diz Universidade de Washington

 

O mundo vê alarmado a pandemia explodir no Brasil, onde há mais mortes por 100 mil habitantes do que nos outros países.O Guardian ouviu o doutor Drauzio Varela para confirmar a falta de juizo do governo brasileiro. “Estamos sem rumo”, explicou nosso médico e lider. Quando os líderes eleitos não lideram, surgem lideranças pro tempore.

A Universidade de Washington fez uma projeção indicando que mais 100 mil brasileiros podem morrer antes de agosto, possivelmente colocando o país à frente dos EUA como o lugar onde a doença produziu mais vítimas. O Guardian chama o governo Bolsonaro de “confuso” e “disfuncional”.

O presidente faz o que o primeiro ministro Boris Johnson tentou fazer na Inglaterra – deixar o povo na rua para que adquirisse “imunidade de rebanho”, situação em que morre muita gente mas os sobreviventes ficam imunes à doença. O Imperial College apresentou uma estimativa de quantos ingleses iam morrer e Johnson desistiu do plano macabro. Aqui, Bolsonaro continua incentivando a volta ao trabalho.

O paralelo entre o que acontece agora e a Gripe Espanhola é inevitável. Em 1918 as estatísticas eram pobres mas estima-se que morreram entre 35.000 e 100.000 pessoas. Claudio Bertolli Filho, autor de livro sobre a pandemia de 1918 conta que os líderes da época não deram importância à gripe que começava a matar gente – igualzinho ao Bolsonaro. Mas não tentaram, como o Ministério da Saúde tentou agora, manipular os números.

 

 

Posted on 14th junho 2020 in Sem categoria  •  No comments yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *