logo
Governo e política, crime e segurança, arte, escola, dinheiro e principalmente gente da cidade sem portas
post

Buzinaço em causa própria: o que eles fizeram contra o kit obrigatório, o extintor, o rastreador?

.

 

jklklk Alguns vêm da Russia e são baratos. Os simuladores top custam até 60 mil dólares.

 

 

 

.

 

O buzinaço dos donos de autoescolas não é muito diferente do panelaço pelo impeachment.

 

Quem buzina é dono de um cartório. Só ele pode emitir certificados para aprovar candidatos à motorista. Sem eles você não vai guiar, porque é quase um milagre passar no exame de motorista direto no Detran.

 

Muito barulho, nenhum objetivo que interesse aos 70 milhões de motoristas brasileiros.

 

Se houvesse objetivo, os donos de autoescolas estariam denunciando o conjunto de espertezas contra o dono de carro de passeio. Vamos lembrar:

 

  1. O kit

 

Lembram da famosa Resolução nº 42, de 21 de maio de 1998, do Departamento Nacional de Trânsito? Foi no ocaso do governo Fernando Henrique, quando era Ministro da Justiça o atual senador Renan Calheiros e ministro dos Transportes Eliseu Padilha, atual vocês sabem o quê.

 

A Resolução obrigava os motoristas brasileiros, sob pena de multa, a exibir em local de fácil acesso, um kit de primeiros socorros – esparadrapo, mertiolate, gaze, tesoura de ponta cega – para não desobedecer o art 112 do Código de Trânsito Brasileiro.

 

Um ano depois a Resolução foi revogada, mas o dinheiro dos kits jamais retornou ao bolso dos brasileiros.

 

2. O extintor

 

 

Lembram do extintor de incêndio obrigatório?

 

Não ser capaz de apresentar o extintor ao fiscal da blitz também dava multa. Era equipamento indispensável.

 

Em setembro do ano passado, entretanto, o Conselho Nacional de Trânsito decidiu que o  uso do extintor de incêndio em carros, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechadas, é opcional, ou seja, a falta do equipamento não mais será considerada infração nem resultará em multa.

 

3. O rastreador

 

 

Em 09 de Fevereiro de 2006 o Governo Federal publicou a Lei Complementar Nº 121, criando o Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização e Repressão ao Furto e Roubo de Veículos e Cargas e dá outras providências.

 

Todos os motoristas ficaram obrigados a possuir um carro com rastreador. Bom para eles. Não, bom para as seguradoras. Para ativar o rastreador é necessário pagar 100 reais de mensalidade.

 

Você só não é multado porque ninguém sabe onde as fábricas escondem o rastreador.

 

4. And now, o simulador!

 

A partir deste ano nova resolução do Conselho Nacional de Trânsito torna obrigatório o uso do simulador de direção veicular nas autoescolas para quem vai tirar carteira de motorista e dirigir carros de passeio, na Categoria B. O diploma de motorista vai ficar mais caro porque um simulador está custando até 50 mil dólares, fora o frete.

 

Candidatos à habilitação na Categoria B  devem ter aulas no simulador, um equipamento popularizado em 2007 por Chris Considine, filho do jornalista Tim Considine e antigo piloto de corrida. (Pense: piloto de corrida). Simulador aprimora reflexos de profissionais que disputam competições de velocidade.

 

Sem simulador já é farto o número de malucos que competem nas ruas da cidade. E que, quando atropelam e matam alguém, têm dinheiro para contratar um bom advogado e resolver o assunto.

Posted on 23rd junho 2016 in Sem categoria  •  2 comments

Read the 2 responses to Buzinaço em causa própria: o que eles fizeram contra o kit obrigatório, o extintor, o rastreador?

  1. João

    6 de julho de 2016

    Caro Adherbal Fortes,

    Sou pesquisador e tenho interesse em adquirir seu livro “Vestido Branco”, porém tenho dificuldade em encontra-lo. Poderia me ajudar?

    Agradeço desde já e peço encarecidamente que entre em contato comigo,

    João

    Responder

    • adherbaladmin

      19 de julho de 2016

      Oi, João

      Vestido Branco foi publicado na internet e em CD (esgotado). Agora estou concluindo a versão impressa, que vai se chamar Curitiba Jazz Band.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *